Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Bruna Sales: Deixa ser (feat. Héber Sales)

Minha prima Bruna, 14 anos, me apareceu com quatro versos, um desafio. Escrevemos juntos então. A primeira estrofe é dela. A segunda, minha. Com palpites de lá pra cá e daqui pra lá.

O meu grande amor por ti
É maior que faroeste cabloco
É mais profundo que Clarice
Lispector, lindo: Marilyn Monroe.

E penso, é até injusto comparar assim.
Elas e eles, se de nós soubessem,
É que enamorados diriam: sim,
Que a poesia nos deixe ser como eles.


DUELO DA ESCOLA SEM PARTIDO

Héber Sales
Sobre a lei da escola sem partido
Posso falar, não sei se é loucura
A ideia até faz muito sentido
Nossos partidos não estão à altura

Robson Sales
Sobre a lei da escola sem partido
Não posso falar, pois acho que morro
A idéia até faz muito sentido
Acabe com as pulgas matando o cachorro

HS
Partidos sem educação, meu querido
Já temos muitos há muito tempo
O que nos faltava mesmo, veja bem
Eram essas belas escolas sem partido

RS
Se tivesse política sem partido
Ficava fácil política na educação.
Se tivesse liberdade de expressão
Chico e outros não teriam partido

HS
Não há porém quem exile a canção.
Se o seu coração foi partido
Por terem desse modo partido
Mais poesia ainda, foi o que salvou sua expressão

RS
O poeta que opinou e foi banido
Na escola, o formador de opinião
Dois heróis tidos por bandidos.
É o poder na mão do ladrão...

HS
Para o salafrário, já está advertido
Prepara um destino, o juiz Sérgio Moro
Um modelo de escola sem partido:
Prisão por roubo e falta de decoro

RS
A coi…
canta a cigarra sozinha
hora da prece
na mais remota ermida



A bronca da arte com a beleza

A bronca da arte moderna com a beleza se explica. O artista está mais pra inventor do que pra decorador, e o poeta é mais um hacker da língua do que um beletrista. Era preciso deixar isso claro, nem que fosse a pontapés, urros, uivos e palavrões, no melhor estilo dadaísta. E ainda é, eu acho. O belo, o sublime e o sentimento são apenas brinquedos, assim como o físico. o metafísico e a vida. A brincadeira é o que interessa de fato ao artista. E é o que faz a diferença.
~ Para ir além: O mínimo denominador comum da arte

"Não sou fotogênico" (2016), Pedro Maciel

É do pintor britânico David Hockney uma das melhores definições do que é um artista: "quando você trapaceia em benefício da beleza, você descobre que é um artista". A frase é muito esperta e necessária, porém a grande arte não para por aí. Ela também trapaceia em benefício da verdade. Nesse retrato expressionista que me lembra Van Gogh, Matisse e o próprio Hockney tardio, dos anos 90 pra cá, o Pedro Maciel captou por meio do seu inconsciente - muito duchampiano e blasé, ele me disse que só pensou em fazer um retrato de quem não se acha fotogênico - toda a minha falta de ânimo para com o culto de personalidade na era do selfie. E há um motivo para isso. Ter uma identidade me entedia e constrange - prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião dos outros formada sobre mim. Por isso, nesse rosto sem rosto, eu vejo uma travessura a mais: a face especular está aí para nos fazer encontrar nela quem nós realmente somos. Preste atenção, pois evocar e defini…
quando for falar
faça antes
uma reverência ao silêncio

ERUDIÇÃO

- Foda e porra continuam a ser palavrinhas, mas há muito tempo deixaram de ser palavrões.
- ...
- Agora são apenas interjeições, ou os nomes da coisa em si.
- Não falo, não uso e nem repasso publicações que façam uso dessas interjeições.
- ...
- São expressões chulas e de baixo nível, que demonstram falta de vocabulário.
- ...
- ...
- Às vezes eu uso, por excesso de vocabulário mesmo.


Algumas pessoas nascem com uma síndrome terrível, que pode afetar irremediavelmente o desenvolvimento cerebral se não for tratada com determinação desde cedo: a beleza.