Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

Ontem

Ontem eu fui um cara que acordou alegre
continuou alegre até o sol se pôr e já bem tarde da noite
foi dormir alegre.
Não daria um bom coadjuvante
quanto mais um protagonista - nenhum drama
nenhuma literatura
um poema ingênuo talvez
ou somente mais um post no Facebook.


(CONTRO)VERSO

Poema enquanto eu converso

Há muitos motivos porque a gente perde o sono.
Enquanto eu te conto o pior (desentendimentos
com uma pessoa querida, pessoas confusas
porque tomam remédio, pessoas confusas porque
não, pessoas confusas, por que não?), lembro
que no domingo eu não tinha mais nenhum veneno
para matar pernilongos, nem o aparelho de silenciar
a noite funcionava direito (porra, que calor!). Sim,
há coisas que Freud não explica, meu amor.