Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

ENCONTRAR ALGUÉM

passam as horas
os dias
os meses
os anos passam e
eu continuo parado
muito tarde da noite
na rua Jardim
Botânico, esquina
com a JJ Seabra
esperando um táxi
sem pressa

ali onde você
descansa em meu peito
e o tempo
da gente se esquece


um semana, um mês
um ano não dão pra saída
nada passa como um dia


~

Haikai ready-made fisgado do meio da prosa de Matsuó Bashô - A Lágrima do Peixe, ensaio do samurai-malandro Paulo Leminski. Arrumei em versos e troquei duas palavrinhas pra dar um certo ritmo.