Pular para o conteúdo principal

Postagens

Quem anda distraído não sonha acordado

Héber Sales


Muita gente diz: se você prestar atenção, vai perceber a realidade como ela é. Eu digo, porém, que se você de fato prestar atenção, primeiro, vai sonhar, e depois, se continuar atento, verá que a realidade e o sonho são feitos da mesma matéria.

Os que viajam com pressa não sabem disso. Para eles, a distância entre dois pontos é calculada em km ou minutos, elementos que da realidade nada têm. Não têm, por exemplo, aquelas quatro montanhas e três vales que separam a tua casa da minha. Se eles prestassem um pouco mais de atenção, veriam que a estrada, como a cidade, também conta com os seus quarteirões: depois de passar por três cumes, você dobra o último deles e chega onde eu moro.

Esse percurso pode ter os 23 km assinalados naquela placa oficial à beira do asfalto, ou pode ter muitos mais. Depende do estado de espírito de quem nele transita. A saudade, já descobrimos, costuma encompridar os caminhos. Também acontece de, por não desejarmos chegar logo, chegarmos mais rapidam…
Postagens recentes

Mindfulness

para alguns, mais um modo
de continuar ocupado
mesmo quando está livre.

para outros, somente mais um modo
de estar na moda.

há quem pratique
contando a respiração,
mas você também pode viver
cada momento
como se respirasse pela primeira vez.


A medida das nossas vidas

"We die. That may be the meaning of life. But we do language. That may be the measure of our lives" - Toni Morrison.
~
"Nós morremos. Esse pode ser o significado da vida. Mas nós fazemos linguagem. Essa pode ser a medida das nossas vidas" - Toni Morrison.

A boa vizinhança

eu prefiro beber
numa inofensiva xícara:
na minha casa,
você não achará taças
nem nenhum copo
do tipo shot.

além de descolada,
a xícara é uma companhia
bastante respeitável,
acima de qualquer suspeita.

nela, você pode tomar pinga
no café de manhã ainda,
nenhum vizinho lhe chamará de pinguço -
você somente ingere cafeína
pra vencer, campeão,
mais um dia.

e à noite, para relaxar um pouco,
você vai sorver tranquilamente
um pouco de chá com cicuta
sem que a sua família se preocupe
demais.


O textão e o poema

Héber Sales



Ando cada vez menos à vontade para dar as respostas que as pessoas esperam de mim. Um aluno de produção textual pergunta-me quantas linhas deve escrever. O que dizer? Quantas você quiser, ora. Só não me faça perder o interesse antes do final.

A preocupação com a quantidade de linhas perturba igualmente as pessoas nas redes sociais. Algumas avisam constrangidas que estão postando um textão. Acho engraçado. Se a coisa for ruim, não serve como desculpa. Se for boa, ninguém vai se importar com o tamanho dela.

Na escrita criativa, textão ou textinho nunca foi uma questão crucial para quem é do ramo. E quando o texto é bem bolado, também não angustia os leitores.

Há ideias que rendem dois volumes (Dom Quixote), um poema do tamanho de um livro (Romanceiro da Inconfidência) ou 3 horas de filme (O Poderoso Chefão), e lamentamos quando chega ao fim.

Há ideias que se resolvem muito bem num episódio (San Junipero, na série Black Mirror ) ou num conto (O Perseguidor, do Cortázar), e se…

Máscaras

jovens artistas
- os medíocres também -
gostam muito de se expressar

artistas
menos ingênuos
se interessam mais
pela expressão
alheia

viva ela
sob a
sua máscara

ou sob
a máscara do outro